Mercado de Trabalho

Engenharia de Computação
O cenário brasileiro apresenta uma escassez atual e futura de profissionais devidamente qualificados para atuarem na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). A falta de profissionais concentra-se especialmente nas profissões que envolvem as etapas do processo de desenvolvimento de software, dentre elas: desenvolvedor de software, analista de requisitos, analista de negócios, arquiteto de software, entre outras.
Em 2005, um estudo da Associação para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX) mostrou que havia 17 mil vagas de trabalho não preenchidas na indústria nacional de software. A pesquisa [SOFTEX, 2009] mostrou que se esse cenário persistir, em 2013 o déficit poderá chegar até 700 mil profissionais.
Engenharia de Software
Pessoas e organizações, por meio de diversas tecnologias, buscam e fazem uso de informação na execução de diferentes atividades cotidianas e profissionais. Nesse contexto, a presença de softwares na sociedade é, cada vez mais, necessária. O processo de produção e manutenção desses sistemas requer profissionais focados em melhoria contínua, comprometidos em gerar produtos de qualidade, produzidos a custo reduzido, confiáveis e com alta produtividade.
Deste cenário, resulta a urgência por Engenheiros de Software qualificados e conscientes dos aspectos humanos, éticos, legais e ambientais. Considerando as demandas local, regional e nacional, o curso de Engenharia de Software do Centro Universitário de Anápolis, busca contribuir na formação de profissionais que estarão aptos a atuar em todo o processo de produção de sistemas de software, seja em instituições de Tecnologia da Informação e Comunicação, em empresas/indústrias que fazem uso dessas tecnologias e, ainda, no meio acadêmico.